Sonhar no plural

17:45:00


Ainda me lembro da época em que eu separava: esse serve para ser amigo, esse poderia ser namorado. Ignorância a minha achar que não podia ter as duas coisas numa só pessoa. 

Então fui aprendendo que um ombro para chorar, conselhos, alguém em quem confiar eram características mais que necessárias durante a vida. Percebi que se ficasse com alguém que não estivesse disposto a me suportar nos piores dias de TPM e aturar minhas criancices sem deixar de me gostar, não iria ser fácil.

Ainda bem que percebi a tempo que acrescentar uma nova forma de amar, não iria estragar a amizade, mas aperfeiçoá-la ainda mais.

Li certa vez: quem sonha sozinho, se decepciona, quem sonha junto, realiza, mesmo assim, por muito tempo eu sonhei um amor, um futuro, mas "sonhei" sozinha. Ou por mim e por outra pessoa que não buscava sonhar comigo. Ai veio a decepção. E quando o amor chegou eu custei a acreditar. Não me deixei levar logo de cara. Fechava os olhos mas não descansava. Mas um dia dei um basta em todo medo e desilusão. 

E ele me ensinou a sonhar no plural. Nós vamos, nós queremos, nós conseguiremos, nós faremos. E no início, devo confessar, tive certa dificuldade de assim falar. Mas aos poucos isso se tornou natural, e então foi bem mais fácil sonhar mais alto. Deus, ele e eu. Um triângulo amoroso que recomendo para todos que querem sonhar para realizar.

Alguns sonhos para o agora, outros só para depois. Deus deu muitos sonhos para nós dois. Sonhos de ir, fazer, estar. Sonhos que eu acredito que vamos realizar. Pois "Um cordão de três dobras não se rompe com facilidade." (Eclesiastes 4:12)

Talvez você goste:

1 comentários

  1. Amei... Fico muito feliz por você cunha. Melhor que ser amado,é amar na mesma intensidade.

    ResponderExcluir

Publicidade